Honda apresenta iniciativas para a utilização do Honda Mobile Power Pack, tecnologia de baterias portáteis e intercambiáveis

A Honda Motor Co. apresentou as opções de utilização do Honda Mobile Power Pack (MPP), sistema de baterias portáteis e intercambiáveis da marca, além de iniciativas para a utilização ampliada de energia renovável.

Iniciativas para a expansão da utilização de energia renovável, em busca da neutralidade de carbono

  • Atingir um equilíbrio adequado entre demanda e fornecimento de eletricidade ao instalar uma função de armazenamento por meio do MPP e outros dispositivos.
  • Melhor usabilidade da energia renovável, ao abordar a questão central desse tipo de energia, que é sua sensibilidade às condições naturais, reduzindo a carga na rede elétrica (com o uso da função armazenamento).
  • Considerar a possibilidade de fornecer eletricidade armazenada no MPP para a rede elétrica em caso de falta de energia.

A Honda está se esforçando para atingir a neutralidade de carbono em seus produtos e nas atividades corporativas em que a empresa está envolvida, até 2050. Entre as iniciativas para concretizar esse objetivo, a empresa desenvolveu o conceito de “Honda eMaaS” (Eletric Mobility as a Service, em português, mobilidade elétrica como um serviço), no qual irá contribuir para a “liberdade da mobilidade” e “expansão no uso de energia renovável” conectando produtos elétricos de mobilidade e serviço de energia.

Com base neste conceito, a Honda expandirá o uso de energia renovável, ampliando a gama de produtos eletrificados - motocicletas e automóveis – além da maior utilização do MPP e, também, permitindo operações de energia inteligente conectadas à infraestrutura.

Um dos desafios no uso de renováveis como fonte de energia é que a quantidade de eletricidade gerada não pode ser adaptada à demanda real, porque o volume pode variar dependendo das condições naturais, como clima e momento do dia. Quando a quantidade de geração de energia é menor em comparação à demanda, há o risco de quedas de energia. Na situação contrária, em que a geração de energia é muito grande, há o risco de interrupções de energia para evitar o excesso na rede, o que pode resultar em eliminação do excesso de eletricidade.

Para resolver essas questões e expandir o uso de energia renovável, é importante estabelecer um função de armazenamento, que ajudará a alcançar um equilíbrio adequado no fornecimento e demanda de eletricidade. Essa função representa a capacidade de ajustar a quantidade vinda da fonte de alimentação por meio do armazenamento temporário da eletricidade excedente usando o MPP ou outros dispositivos.

Com o uso expandido do MPP, será mais fácil usar a energia renovável, que é uma fonte sensível a condições naturais. Por exemplo, quando uma quantidade excessiva de eletricidade é gerada durante o dia, por meio da energia solar, o MPP servirá como um armazenamento de tal excedente.

Em seguida, durante o final da tarde, quando o fornecimento de eletricidade fica aquém da demanda, a eletricidade armazenada no MPP durante o dia pode ser usada para atingir o pico de carga (ou “cortes de pico”, que reduz e suaviza picos de carga) para reduzir o carregamento da rede elétrica.

Além disso, no futuro, a Honda considera a possibilidade de fornecer a eletricidade armazenada no MPP para a rede elétrica, em caso de falta de energia, conectando o Honda Mobile Power Pack Exchanger e: na rede elétrica. O Honda Mobile Power Pack Exchanger e: é um estação de troca de bateria, atualmente em desenvolvimento, que pode carregar vários MPPs simultaneamente.

 

Expansão do uso de MPP para o futuro

  • Considerando que o reaproveitamento do MPP se torna inadequado para o uso de produtos de mobilidade devido à degradação.
  • Expandir o uso do MPP para além das fronteiras das indústrias, ao mesmo tempo que avança em direção à padronização.

Avançando em direção à concretização da neutralidade do carbono, a Honda está se esforçando para expandir o escopo de uso de MPP para um amplo leque de produtos. Ao mesmo tempo, a Honda está trabalhando em planos para reaproveitamento do MPP, quando ele se torna inadequado para o uso em produtos de mobilidade devido a uma capacidade reduzida da bateria como resultado da degradação, incluindo o uso como um bateria de armazenamento para uso doméstico e como fonte de energia para outros produtos.

Além disso, várias empresas estão atualmente considerando o desenvolvimento de produtos que usarão o MPP como fonte de alimentação. Para acelerar esse desenvolvimento e expandir o uso do MPP, a Honda tem trabalhado para o estabelecimento de padrões, dentro da indústria, para baterias portáteis e intercambiáveis.

 

Antecedentes para o desenvolvimento do MPP

Como uma empresa que fornece aos clientes de todo o mundo uma ampla gama de produtos nas áreas de motocicletas, automóveis e produtos de força, a Honda enxerga sua importante responsabilidade em expandir o uso de energia limpa para a mobilidade e a vida cotidiana das pessoas. Um dos conceitos originados de tal reconhecimento foi o desafio do uso compartilhado de sistemas de baterias portáteis e intercambiáveis.

A Honda desenvolveu o MPP para permitir que as pessoas usem a eletricidade vinda da energia renovável de forma conveniente, em qualquer momento e em qualquer lugar, para sua mobilidade e vida diária, armazenando uma pequena parte dessa eletricidade em uma bateria portátil e intercambiável. Além disso, o MPP permite que as pessoas armazenem e gerenciem eletricidade, conectem-se a outras pessoas e mutuamente acomodem as necessidades de eletricidade em uma pequena unidade, como produtos de mobilidade e residências.

Com o objetivo de concretizar essa sociedade resiliente (flexível), a Honda introduziu o MPP em 2017. Sua utilização teve início com a aplicação a uma motocicleta elétrica Honda, modelo que foi colocado à venda em 2018. O novo GYRO CANOPY e:, uma scooter elétrica de três rodas, apresenta o Honda Mobile Power Pack e: (MPP e :), os novos sistemas de MPP com capacidade de bateria aumentada.

 

Iniciativas atuais da Honda para a expansão da utilização do MPP

Desde fevereiro de 2019, a Honda vem realizando testes de demonstração nas Filipinas para a utilização de eletricidade excedente usando MPP e motocicletas elétricas com o propósito de avaliar a geração e o consumo local de eletricidade a partir de fontes renováveis de energia.

Além disso, desde julho de 2019, a Honda tem conduzido testes de demonstração na Indonésia para o compartilhamento de bateria usando MPP e motocicletas elétricas para fins de aceleração na eletrificação de produtos de mobilidade e uso de energia renovável.

Desde fevereiro de 2021, a Honda tem conduzido testes de demonstração de compartilhamento de bateria para um táxi triciclo elétrico na Índia. À luz dos resultados deste teste de demonstração, a Honda começará um serviço de compartilhamento de bateria na Índia usando o MPP e: no primeiro semestre de 2022.

 

Principais características do MPP e:

MPP e: é uma bateria de íon de lítio capaz de armazenar uma grande quantidade de  eletricidade, mais do que 1,3 kWh, que pode ser utilizado como fonte de energia para uma ampla variedade de dispositivos elétricos incluindo produtos de mobilidade de pequeno porte.

Alta versatilidade: Além dos produtos de mobilidade, o MPP e: pode ser utilizado como fonte de energia para uma ampla gama de dispositivos compatíveis.

Alta durabilidade: Ao determinar a difusão de calor durante a descarga contínua, a deterioração devido à alta temperatura é evitada, além disso o produto tem resistência à água, resistência à vibração e resistência ao choque, garantidas sob o ambiente operacional normal esperado.

Utilização: O controle integrado reconhece as condições do MPP e: e registra a ocorrência de todos os eventos. Esses dados serão coletados através do carregador enquanto o MPP e: estiver carregando e, em seguida, utilizado para o funcionamento da bateria e outras utilizações secundárias.