Honda vence o campeonato mundial de Fórmula 1 após 30 anos e Max Verstapen vence o Campeonato Mundial de Pilotos de 2021

O piloto da Red Bull Racing Honda, Max Verstappen, venceu o Grande Prêmio de Abu Dhabi, na 22ª rodada do Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2021 e os 26 pontos que marcou foram suficientes para conquistar o Campeonato Mundial. Este é o primeiro título de Verstappen e para a Honda é o primeiro em 30 anos, desde que Ayrton Senna o conquistou em 1991.

O holandês, agora com 24 anos, estreou em 2015, quando tinha apenas 17 anos, tornando-se no piloto mais jovem a iniciar um Grande Prémio de Fórmula 1. Mesmo naquela época, ele já era avaliado pela grandeza nas pistas. Em 2019, ele venceu o Grande Prêmio da Austrália, dando à Honda sua primeira vitória na era híbrida atual.

Verstappen venceu 10 corridas, começando com a segunda rodada, o Grande Prêmio da Emilia Romagna, também conquistando a vitória na corrida histórica pelas ruas de Mônaco, bem como seu Grande Prêmio em casa no retorno da F1 a Zandvoort.

 

Max Verstappen: “É uma sensação incrível ser Campeão do Mundo e não poderia ter pedido uma última corrida do ano mais insana. Foi uma espécie de montanha-russa, de não ter realmente chance de ganhar até a última volta, deu tudo certo e tínhamos que correr atrás. Não parava de dizer para mim mesmo, vou apenas dar o meu melhor e tenho que ir até o fim e foi o que fizemos. Claro, com aquele safety car reiniciado na última volta, tínhamos os pneus novos, mas você ainda precisa fazer o movimento, felizmente deu certo. Quero deixar um grande agradecimento ao Checo, por causa do seu desempenho, hoje eu ganhei o campeonato, ele correu com o coração, por esta equipe. Hoje mostrou exatamente o que é um grande trabalho em equipe, ele é um companheiro de equipe incrível. A Mercedes venceu os Construtores e nós vencemos o Campeonato de Pilotos, então isso realmente mostra que durante todo o ano nos empurramos até o fim. Lewis é um piloto incrível, não há discussão sobre isso. Claro, tivemos nossos momentos ao longo da temporada, mas acho que você sabe que depois de tudo, tivemos uma luta incrível e acho que as duas equipes deram o seu melhor.

 

Christian Horner, chefe de equipe, Red Bull Racing Honda: “Eu disse que ia precisar de algo dos deuses das corridas nas últimas dez voltas e graças a Deus por aquele safety car. Tem sido uma grande competição esta temporada e para Max ganhar o Campeonato Mundial, não se trata apenas da corrida aqui, é sobre o ano todo e como ele tem sido incrível e consistente como piloto. Todo o crédito para Lewis também, ele tem sido um adversário fenomenal durante todo o ano e um grande Campeão do Mundo, ele tem sido formidável e isso é o que torna essa conquista ainda mais monumental. Este campeonato chegou até a última volta e foi uma grande estratégia da equipe fazer aquele pit stop, colocar o conjunto de macios, e então coube a Max fazer acontecer, o que ele fez ao típico estilo Max. Eu estava gritando desde a curva cinco até aquela reta. Ele fez o trabalho. Estou muito orgulhoso de Max e da equipe pelo que passamos este ano e pelo que conquistamos contra alguns adversários fortes e excelentes. Checo foi o companheiro de equipe perfeito hoje, o que ele fez mantendo Lewis para trás, com pneus totalmente gastos, foi simplesmente um superpiloto. Sem ele hoje, Max provavelmente não seria campeão mundial, toda a equipe executou sua estratégia, sem falhas. No balanço, depois de 22 corridas, ganhamos de fato este Campeonato do Mundo. Também gostaria de agradecer à Honda por seu trabalho em equipe e apoio nos últimos anos. Continuaremos nossa parceria de uma forma diferente, mas esperamos continuar com o sucesso.”

 

Toshihiro Mibe, Diretor, Presidente e Diretor Executivo Representante Honda Motor co., Ltd: “Parabéns ao Max por seu primeiro título mundial e à Red Bull Racing, nossa parceira desde 2019. Assisti à corrida no HRD Sakura e fiquei muito impressionado com Max e com a equipe que nunca pararam de lutar pelo título do campeonato mundial, até o fim. Agradecemos também à Scuderia AlphaTauri, com quem começamos a nossa associação com a Red Bull, bem como aos nossos fornecedores e a todos os nossos fãs que sempre nos apoiaram. Para a Honda, este título é a meta que nos propusemos desde que retornamos à F1 em 2015 e hoje escrevemos um novo capítulo na história da Honda. Gostaria de agradecer a todos os colaboradores da Honda que tornaram isso possível. Muito bem, vocês fizeram isto!”

 

Max Verstappen

Data de nascimento: 30 de setembro de 1997 (24 anos)

Nacionalidade: Holandês

Carreira:

2014 - 3º lugar no Campeonato Europeu de Fórmula 3 da FIA

2015 - Estreia na F1 como o mais jovem piloto de F1 de todos os tempos (17 anos e 165 dias), 12º no Campeonato Fórmula One Drivers

2016 - 5º no Campeonato de Pilotos de Fórmula 1. A primeira vitória no Rd.5 Espanha marcou a sua maior vitória na história da F1 (18 anos e 228 dias)

2017 - 6º no Campeonato de Pilotos de Fórmula 1

2018 - 4º no Campeonato de Pilotos de Fórmula 1

2019 - 3º no Campeonato de Pilotos de Fórmula 1

              A vitória na Rd.9 Áustria marcou a 1ª vitória da Honda na era híbrida

2020 - 3º no Campeonato de Pilotos de Fórmula 1

2021 – Campeão Mundial de Pilotos de Fórmula 1