Honda Energy

Produzindo automóveis com energia limpa e sustentável

Automóveis produzidos com energia elétrica limpa e renovável

Para a Honda, é possível conciliar o desenvolvimento econômico com a preservação do planeta.

Em novembro de 2014, a empresa inovou no compromisso de minimizar o impacto ambiental de suas operações ao inaugurar o parque eólico Honda Energy.

Mais sustentabilidade, zero emissão de CO₂

A Honda considera como parte de sua estratégia de negócio as respostas às mudanças climáticas, as questões energéticas e a utilização eficiente de recursos naturais.

Por isso, busca constantemente processos produtivos sustentáveis que visam a concretização de uma sociedade livre do carbono.

O caminho do vento

Mais de 1000 quilômetros separam a cidade gaúcha de Xangri-Lá das fábricas de automóveis da Honda. Ainda assim, são os ventos que sopram no Parque Eólico da Honda Energy, no Rio Grande do Sul, que garantem a energia elétrica necessária para que as atividades fabris e administrativas da Honda sejam realizadas no interior paulista.

Entenda como no vídeo abaixo:

Única empresa do setor automotivo nacional autossuficiente em energia limpa e renovável

Última atualização: outubro de 2020

729 mil

Automóveis produzidos com
energia limpa

30 toneladas

De CO2 deixaram de ser
emitidas

432 mil

Megawatt/hora de energia
gerada desde inauguração.

9

Aerogeradores

27,7 MW

De Potência total

85 mil

Megawatt/hora de geração de
energia em 1 ano

Imagens do parque Eólico da Honda no Brasil

5 anos do Parque Eólico da Honda Energy

Entenda como o vento é transformado em energia

Geração

A força dos ventos move as pás dos aerogeradores, resultando em energia mecânica. O gerador, que está acoplado ao suporte das pás, transforma essa energia mecânica em energia elétrica.

Transmissão

Os aerogeradores do Parque Eólico Honda Energy são interligados à subestação Atlântida por uma rede subterrânea.

A energia gerada é injetada no Sistema Interligado Nacional (SIN), uma rede elétrica controlada pelo Operador Nacional do Sistema (ONS), que possibilita o intercâmbio de energia elétrica entre todas as regiões brasileiras.

Distribuição

A energia elétrica chega então às unidades da Honda, que têm o seu consumo mensurado por um medidor. Ao final de cada mês, realiza-se um fechamento da relação entre a geração e o consumo.