Honda Energy comemora cinco anos de operações com resultados positivos

O parque eólico da Honda Energy do Brasil completa nessa terça-feira, 26 de novembro, seu quinto ano de operação. Em uma iniciativa pioneira no grupo Honda no mundo e setor automotivo nacional, a marca inaugurou seu próprio parque eólico, em resposta à meta global da companhia de reduzir em 50% as emissões de CO2 até 2050.

Alinhada aos esforços para a concretização de uma sociedade livre de carbono, o aniversário de cinco anos do parque é celebrado com a importante marca de mais de 600 mil automóveis produzidos com energia 100% limpa e renovável. Com isso, mais de 27 mil toneladas de CO2 já deixaram de ser emitidas no meio ambiente.

“O Parque Eólico Honda Energy representa o compromisso da marca para garantir uma sociedade livre de emissões de carbono e um futuro sustentável para as próximas gerações. Os resultados comprovam a solidez do projeto e destacam o pioneirismo da Honda Automóveis como uma empresa autossuficiente em energia limpa e renovável”, afirma Otavio Mizikami, Presidente da Honda Energy do Brasil e Vice-Presidente Industrial da Honda Automóveis.

Com mais de 344 mil MWh de energia gerada, os bons resultados do parque eólico Honda Energy mostram que investir em inovação sustentável é a melhor maneira de respeitar o meio-ambiente, além de oferecer aos consumidores a oportunidade de contribuir, por meio de suas escolhas, para um futuro melhor.

 

Sobre a Honda Energy

Localizado na cidade de Xangri-Lá (RS), o parque eólico Honda Energy conta com nove aerogeradores, resultando em uma capacidade total de 27,7MW. Em uso pleno, o empreendimento alcança a geração de 85.000 MWh/ano.

Os equipamentos estão entre os maiores do Brasil. As torres têm 94 metros de altura e o ponto mais alto do conjunto alcança 150 metros. As 27 pás, por sua vez, possuem 55 metros e 15 toneladas cada.

A energia proveniente da Honda Energy supre a demanda energética da unidade de Sumaré, no interior de São Paulo, onde estão localizados a fábrica de automóveis, o Centro de Pesquisa & Desenvolvimento de Automóveis e o escritório sede da marca. A estrutura atende ainda o escritório administrativo da empresa em São Paulo (SP).

Em abril deste ano, a Honda anunciou a expansão do projeto com a construção de uma torre adicional, ampliando para dez o número de aerogeradores. Com isso, será possível suprir, por completo, a demanda energética da nova fábrica de automóveis, inaugurada há seis meses, na cidade de Itirapina (SP).