Encontrar uma concessionária

Dicas para viajar de moto em grupo

Na estrada

O mundo é pequeno para quem tem uma motocicleta. Confira dicas de viagens e roteiros para que a sua aventura seja perfeita.

Dicas para viajar de moto em grupo

Na estrada 05/05/2021

Uma viagem ou passeio de moto em grupo reforça seus vínculos, seja com seus parceiros de jornada, seja com sua própria máquina, em um convívio que sempre rende muita história para contar.

Formar um grupo de motos e ter seus melhores amigos como companheiros, seja para fazer um simples passeio ou empreender uma longa viagem é, certamente, uma das melhores formas de desfrutar de sua motocicleta.

Para que estes momentos sejam positivamente inesquecíveis é preciso colocar em prática algumas regrinhas básicas, derivadas da experiência de quem já rodou milhares de quilômetros ao guidão em grupos de motos. E, fora isso, usar o bom senso – sempre ele! – ingrediente fundamental para tudo em nossa vida.

Abaixo, algumas dicas fundamentais para que seu passeio ou viagem em grupo de motos seja segura, divertida e sempre muito prazerosa:

1) COMPANHIAS – “Diga-me com quem andas e te direi quem és.” O manjado provérbio serve bem para passar a dica mais importante, que é a harmonia do grupo. Parceiros de passeio/viagem têm que estar afinadíssimos entre si, tanto para fazer um simples bate-e-volta como para dar a volta ao mundo.

2) DISTÂNCIA – Ao viajar em um comboio de motos, nada mais irritante do que alguém colado na sua traseira. Ter ao menos duas ou três motos de distância entre quem vai à sua frente e quem vai atrás representa segurança para todos. E, quanto maior for a velocidade de cruzeiro, maior a distância a ser mantida. Tão óbvio que nem é preciso explicar porquê... 

3) POSICIONAMENTO – Rode sempre “pisando” na porção de asfalto por onde passam as rodas de carros e caminhões. Enquanto seu companheiro de viagem “pisa” na linha das rodas da esquerda, você vai na da direita, ou vice-versa. Desse jeito você roda por um asfalto mais limpo e aderente e evita a fila indiana, nada aconselhável, a não ser em situações muito específicas.

4) RETROVISOR – Fique sempre de olho em quem vai atrás de você. Rodando como descrito acima, um companheiro de viagem sempre estará ao alcance de seu olhar pelo espelho retrovisor, e você do olhar de quem vai à sua frente. Cuidar e ser cuidado...

5) PROPÓSITO – Quer se divertir fazendo curvas legais, pilotando esportivamente, ou prefere um passeio relax, curtindo a paisagem? Tanto faz, mas o importante é que você e seus parceiros estejam de comum acordo. Ninguém sai para passear de moto para ficar irritado, portanto é melhor combinar antes qual o estilo do passeio ou o ritmo da viagem.

6) CÓDIGO – Especialmente em viagens mais longas, saber a linguagem dos sinais de comunicação entre motociclistas é fundamental. Não sabe? Uma rápida pesquisa na Internet sobre o tema resolve. 

7) RESPEITO – Passear ou viajar em grupo exige respeito. Os pilotos mais rápidos precisam ser compreensivos, adequar o ritmo ao daqueles que não são tão habilidosos. É sempre bom estabelecer quem é o líder do grupo, aquele que irá à frente. A escolha deve recair sobre o mais experiente, equilibrado e consciente.

E mais: equipamento completo, manutenção em dia, bagagem mínima e bem fixada, planejamento de roteiro e muita, mas muita capacidade de tolerância e espírito de grupo. Tudo isso representa o básico para que tenham apenas boas histórias para contar.