Encontrar uma concessionária

Honda Dream D-Type, a 1ª de 400 milhões

O poder dos sonhos

As tradições, histórias e curiosidades da marca que mais entende de moto.

Honda Dream D-Type, a 1ª de 400 milhões

O poder dos sonhos 08/01/2020

No final de 2019 a Honda atingiu a impressionante marca de 400 milhões de motocicletas produzidas, justamente no ano em que a 1ª delas, a Honda Dream D-Type, completou 70 anos de seu lançamento. 

Fundada em 1948, foi apenas no ano seguinte que a empresa comandada por Soichiro Honda apresentou ao mercado a Dream D-Type, a primeira moto da Honda de verdade. Criada na esteira do sucesso das “Bata Bata”, apelido dado às Honda A-Type – pouco mais do que bicicletas motorizadas –, as Dream D-Type representaram um salto tecnológico inimaginável para a jovem marca japonesa. Através da Dream D-Type a Honda se posicionou de maneira agressiva ante às concorrentes japonesas e, para além disso, exibiu uma tremenda capacidade técnica e industrial, claro indício do futuro brilhante que estava por vir. 

Equipada com um motor 2 tempos monocilíndrico de 98 cm3, a Dream D-Type exibia dados de potência e torque máximos relevantes para a época, 3 hp e 0,44 kgm.f respectivamente. Além disso, suspensão dianteira telescópica, freios a tambor em ambas rodas e um robusto chassi de chapa de aço prensado eram itens certamente inovadores. Porém, nada se comparava à adoção de um inédito câmbio semi-automático de duas marchas, semelhante ao que equipa as Honda Biz atuais.  

Tal solução técnica facilitava enormemente o uso da Dream D-Type por usuários sem experiência em motocicletas. Ao eliminar a alavanca de embreagem a Honda ampliava sua clientela, também atraída pelo acabamento caprichado, no qual se destacavam os elegantes filetes brancos aplicados à bela pintura de cor vinho, incomum em uma época onde as motocicletas eram quase todas pretas. 

A Honda Dream D-Type foi um sucesso de vendas imediato, motivando Soichiro a investir em instalações e contratação de funcionários para atender a demanda. De produção quase artesanal na fábrica de Hamamatsu, a Dream D-Type passou a ser produzida em uma nova fábrica, em Tóquio, onde foi instalada a primeira linha de montagem e produção da empresa dotada de uma esteira rolante, algo inédito na indústria de motos do Japão. 

Durante os três anos de existência do modelo Dream D-Type foram produzidas cerca de 3.500 unidades exclusivamente para o mercado interno japonês. O modelo se revelou o primeiro e importante passo rumo a expressivos números de produção, que desde então caracterizam a história da Honda: a marca de 100 milhões de motos produzidas, atingida em 1997, 200 milhões em 2008, 300 milhões em 2014 e agora, os impressionantes 400 milhões. 

Mais do que um nome de um modelo, Dream (sonho, em inglês) foi uma espécie de profecia do que viria a ser a empresa fundada por Soichiro Honda, que poucos anos após o lançamento da D-Type ganharia o mercado internacional para se tornar a maior fabricante mundial de motocicletas do planeta, posto que ocupa desde os anos 1960.