Encontrar uma concessionária

Um verdadeiro novo conceito

Na Garagem

A tecnologia e a inovação são os pilares para a evolução das motocicletas. E quem sai ganhando é você.

Um verdadeiro novo conceito

Na Garagem 06/09/2018

Uma das mais inovadoras motos dos últimos tempos é a Honda NC 750X, modelo cuja sigla entrega a ideia que norteou sua criação: NC está para “New Concept”, novo conceito em inglês. Como veremos, tal sigla está longe de ser apenas um bla bla bla marqueteiro mas sim algo que realmente está incorporado ao modelo.

Quando a primeira moto desta série foi lançada mundialmente, no final de 2011, seus projetistas foram precisos ao determinar o público-alvo, motociclistas maduros que em um dado momento da vida tiveram de renunciar ao uso da motocicleta.

As razões? As mais variadas como casamento, a compra de um imóvel, filhos ou o que seja. A maioria não deu “adeus” às motos, mas apenas um “até breve”. Com o tempo foram voltando ao mundo das duas rodas através das scooters, mirando economia e praticidade. Porém, por mais geniais que sejam as scooters atuais, scooter é scooter e motocicleta é motocicleta.

E foi para estes novos/antigos motociclistas que nasceu a NC, com características típicas das scooters – economia e praticidade –, mas com dinâmica típica de motocicleta. Usar o espaço normalmente dedicado ao tanque de combustível para ali criar um amplo porta-capacetes foi genial e o mesmo pode ser dito do posicionamento do reservatório, que foi parar sob o assento do condutor, com acesso ao bocal na porção dedicada ao passageiro.

nc

Tal proeza no design exigiu um motor com características específicas, com par de cilindros bem inclinado à frente para dar espaço ao porta-capacete. E tal motor não somente exibe arquitetura singular como também um comportamento adequado à condutores que mais do que esportividade queriam economia de exercício.

A cifra 750 é, historicamente, associada à motos de desempenho superior. Com a NC (que nasceu 700cc e em sua segunda geração cresceu aos 750cc) a Honda inovou também nesse aspecto. O caráter de seu motor privilegia o torque em baixas e médias rotações no lugar da potência em altos giros.

A consequência destas opções técnicas foi a adequação da NC ao uso plural, onde a capacidade de encarar rodovias e vias expressas é equivalente ao bom comportamento em deslocamentos urbanos curtos e frequentes.

Outra peculiaridade da NC é o preciso planejamento de engenharia que visou economia sem prejuízo da eficiência técnica. O motor pode ser considerado um parente mais do que próximo do motor de quatro cilindros em linha de 1,5 litro que equipa diversos automóveis Honda como o Fit, City e WR-V. Quase que um quatro em linha cortado ao meio, o bicilindro que equipa a NC adota componentes similares aos usados nos motores automobilísticos.

No âmbito dos freios, uma solução para aproveitamento de material foi conseguir de uma mesma peça os dois discos de freio, sendo o traseiro, menor, obtido do miolo do disco dianteiro.

Verdadeiramente um “New Concept” criado pelos técnicos da Honda, a NC tem como única representante no Brasil a “crossover” 750X. No exterior há ainda uma versão naked, a NC 750S, a custom CTX e um interessante cruzamento entre scooter e motocicleta, o Integra.

Em tempos onde sustentabilidade e o aproveitamento de horas de engenharia e matéria prima assumem importância fundamental, através da NC 750X e suas irmãs, a Honda introduz na indústria motociclística uma prática há muito usada na indústria do automóvel, onde uma única plataforma dá origem a diversos tipos de automóveis. Um mesmo chassi, suspensões e motor deu origem à crossover NC 750X, à naked NC 750S, à custom CTX 700 e ao Integra. Uma inovação que realmente merece ser chamada de Novo Conceito.