Encontrar uma concessionária

Como evitar as principais multas de moto

Na prática

Dicas de pilotagem, segurança e muito mais. Para você melhorar o desempenho e a performance e ainda ter mais prazer a bordo da sua motocicleta.

Como evitar as principais multas de moto

Na prática 08/09/2020

Multas de moto, que pesadelo! Ser flagrado desrespeitando as leis de trânsito dói no bolso e, dependendo da infração – ou da quantidade delas –, seu democrático direito de ir e vir (de moto!) estará ameaçado. Acumular multas implica na possibilidade de perder temporariamente (ou em casos graves, para sempre!) sua CNH, a Carteira Nacional de Habilitação, e a possibilidade de conduzir veículos.

Não é preciso consultar nenhuma estatística de órgão de trânsito para saber o que nós, motociclistas, mais fazemos de errado ao guidão. Algumas dessas infrações podem ser consideradas “bobinhas”, mas outras, pelo contrário são bem graves. Vamos a uma lista de maus comportamentos, nossos “sete pecados capitais” que devemos evitar a todo custo...

1 - Farol vermelho: Não tem conversa, é preciso respeitar! Infelizmente, grande parte da galera que anda de moto acha que tem uma espécie de “permissão especial” para furar os semáforos, sinaleiras, faróis, ou como quer que seja chamado o conjunto de luzes vermelho/amarelo/verde instalados nos cruzamentos. Essa transgressão é gravíssima pois põe em risco quem a comete e quem não tem nada a ver com a pressa ou a má educação de quem opta por desrespeitar essa lei.

2 - Velocidade excessiva: Outra infração que afeta quem a comete e que pode prejudicar os outros. Andar rápido pode ser gostoso, mas tem lugar certo para isso, a pista de competição. Já na rodovia, na estradinha, na avenida ou nas ruas, respeitar limites é obrigatório. Alguns acham as velocidades estabelecidas extremamente baixas, porém o critério para isso é nivelar por baixo, pois nem todos que dirigem são tão bons pilotos quanto você. Respeite isso e tenha paciência. Chegar minutos antes não faz tanta diferença assim e radares estão espalhados por toda parte.

3 - Manobra radical: A multa por empinar moto é justa. Quer mostrar talento? Chame seus amigos e vá a um lugar tranquilo, um estacionamento vazio, um pátio qualquer longe de “tiozinhos e tiazinhas” que não estão nem aí para tua capacidade de dominar a moto “no grau”. Quem tem essa habilidade de manobra sabe o quanto isso pode dar errado, e as consequências ruins não podem sobrar para quem está em volta.

4 - Conversão proibida: Evite fazer meia-volta em lugar e situação inapropriada, coisa comum entre boa parte dos (maus) motociclistas. A pressa em fazer um retorno tende a dar errado (seja pela multa, pelo acidente ou ambos). Depois virá o arrependimento e a CERTEZA de que fazer uma conversão proibida nunca vale a pena. Foi multado por isso? Mereceu!

5 - Rodar na calçada: Colocar seus pneus onde não devia, por exemplo as calçadas é malvadeza. Elas são feitas para pedestres e rodar nelas não tem justificativa. “Ah, mas o trânsito parou, não dava para passar entre os carros...”. Ora, que desculpinha esfarrapada... tenha paciência e respeite o espaço dos pedestres! Ah, e estacionar sobre calçada é outra atitude sem perdão. Maus comportamentos cuja multa é em nome da civilidade.

6 - Celular: Motociclistas vivem reclamando de maus motoristas que usam celular enquanto dirigem. Portanto, é um absurdo que cometam esse mesmo pecado ao guidão de uma moto. Precisa usar o telefone para fazer ou atender uma ligação? Pare a moto. Precisa responder ou manda uma mensagem, idem. Multar por uso do celular andando de moto é justíssimo. 

7 - Manutenção frouxa/modificações: lâmpada é um componente barato, mas a multa por ela estar queimada – seja a do farol, pisca ou lanterna – não é, R$ 130,16, quatro pontos na CNH e apreensão do veícul.o Vale a pena o vacilo? Claro que não! O prejuízo de descuidar da iluminação se estende aos outros motoristas, que não te enxergarão e podem machucar à você e eles próprios. Outra bobagem é rodar com pneu careca, que rende multa e insegurança total. E o que dizer sobre alterar a originalidade de sua moto? Encrenca a vista: escapamento esportivo assim como mudar lâmpadas (farol de led). Finalizo com a placa da moto quebrada ou ilegível, que rende multa e até apreensão do veículo. Cuide dela!

Enfim, goste você ou não das regras, há de se conhecê-las e respeitá-las. E fora isso usar bom senso. Andar de chinelo na moto, rodar com três pessoas, deixar de usar capacete ou até mesmo esquecer de afivelá-lo, usar viseira escura a noite, espelho retrovisor quebrado ou ausente... mais do que lei, tudo isso depende de bom senso. Lembre-se que o agente de trânsito ao te parar para uma fiscalização deve cumprir o dever e você, para evitar problemas (e multas), cumprir o seu, e evitar problemas.