Encontrar uma concessionária

Mick Doohan, o pentacampeão

Na Competição

Seja no asfalto, na terra, na lama ou na areia, a competição e o universo radical estão no DNA da Honda.

Mick Doohan, o pentacampeão

Na Competição 05/05/2020

Nos anos 1990 o australiano Michael Sydney Doohan, mais conhecido como Mick Doohan, dominou de maneira impressionante a categoria principal do Campeonato Mundial de Motovelocidade, o MotoGP.

Doohan fez gato e sapato de seus adversários, conquistando cinco títulos consecutivos na categoria 500cc, de 1994 até 1998, sempre ao guidão da Honda NSR 500.

Tamanho domínio se deveu não apenas ao talento e à performance de sua moto: Doohan era o piloto principal daquela que é considerada a melhor equipe da motovelocidade de todos os tempos, o Honda Team HRC.

O período de glória, dos cinco títulos mundiais consecutivos, não apaga o drama que precedeu tais conquistas: o gravíssimo acidente nos treinos do Grande Prêmio da Holanda de 1992, disputado na tradicional pista de Assen, acidente que quase colocou um ponto final na carreira do australiano.

Aquele tombo fora de ora “roubou” o 1ª título mundial de Mick Doohan, que nas sete corridas disputadas até o fatídico acidente, vencera cinco delas e chegara em 2º lugar nas outras duas, liderando a tabela por larga margem.

Dois meses depois de se acidentar Mick voltou ao guidão, exatamente no GP Brasil disputado em Interlagos. Seu precário estado físico não permitiu a defesa do título, que Doohan perdeu por meros 4 pontos...

Sem sensibilidade no pé direito para poder acionar o freio traseiro, um comando especial foi criado, acionado pelo polegar da mão esquerda. Com esse dispositivo, encarou a temporada de 1993 como um período de aprendizagem/recuperação, superado com garra e força de vontade. Pouco mais de um ano depois do acidente, o australiano voltou a vencer.

As sequelas daquela triste tarde em Assen não impediram que Doohan voltasse a ser o “bicho papão” da  motovelocidade. Seus cinco títulos mundiais consecutivos foram fruto de 61 pódios em 71 corridas – um incrível percentual de 86% de aproveitamento.

Dos 57 Grande Prêmios que venceu na carreira encerrada em 1999, Mick Doohan ganhou 44 nos anos em que foi campeão. Em 1997 faturou nada menos do que 12 das 15 corridas disputadas (sendo que nas outras três foi segundo duas vezes...).

Michael Doohan é, seguramente, um dos melhores pilotos da motovelocidade mundial de todos os tempos. Exemplo de garra, superação e talento e responsável pelo acerto impecável de uma das mais fascinantes motocicletas jamais construídas: a Honda NSR 500.