Encontrar uma concessionária

5 razões para você trocar o carro pela moto

Primeiros passos

Nem todo começo tem que ser difícil: a experiência de quem sabe para aqueles que querem e precisam ficar sabendo.

5 razões para você trocar o carro pela moto

Primeiros passos 06/05/2020

A troca do carro pela moto! Este é um plano que ronda sua cabeça a tempos, e ora você se convence de que a melhor coisa é largar o volante pelo guidão mas, logo depois, quando você fala quero trocar meu carro por uma moto!, alguém faz você desistir da ideia. Abaixo, cinco bons motivos para você “mudar de lado” neste embate carro vs. moto, reduzir pela metade os números de rodas em seu veículo do dia-a-dia, fazer uma grande economia de tempo e dinheiro – a moto é mais econômica! – e melhorar (muito!) a sua qualidade de vida.

1) TEMPO – Qualquer percurso urbano feito em uma grande cidade ao guidão de uma motocicleta resultará em menor tempo de viagem se comparado ao mesmo percurso feito de carro. Para tal não é preciso abusar da velocidade e nem descumprir as leis de trânsito. Uma motocicleta ocupa menos espaço da via pública, 20% se tanto da comparado a área necessária para um automóvel. Em um cruzamento, quando o semáforo (farol, sinaleira...) fecha, de moto você invariavelmente alcança a “pole-position”, sai antes do resto da manada. Bom para você, bom para sua segurança. E quando o trânsito trava você pode, cuidadosamente, avançar rumo a seu destino. Sem estresse nem risco!

2) DINHEIRO – Motocicleta, qualquer que seja, consome menos do que um automóvel mas, atenção, compare certo: moto grande deve ser comparada com carro grande, moto pequena com carro pequeno. Acredite se quiser: uma moto de grande porte como a Honda NC 750X consegue, facilmente, médias de consumo urbano ao redor dos 25-30 km/l. Já as pequenas, como a Honda Pop 110i, Biz 125 ou a best-seller CG 160, percorrem até 40-50 km/l, marcas que também estão ao alcance da scooter Elite 125. Nenhum carro, por menor que seja, consegue fazer mais do que 11-12 km/l de gasolina rodando nas horas de pico de uma grande cidade. Ou seja, a moto vai, certamente, fazer você gastar de 20 a 25% menos em seus deslocamentos. E fora isso tem o custo de aquisição, a moto sempre será mais barata!

3) MANUTENÇÃO – Outro item onde a motocicleta ganha de lavada de qualquer carro. Tomemos a mais popular motocicleta do Brasil, a CG 160. Vai trocar vela? Troca uma em vez de quatro. Vai trocar óleo? Usa um litro em vez de cinco. Troca de pneus? A despesa será menos da metade se comparada ao valor exigido para um carro mais popular... E na hora de uma manutenção mais aprofundada, o custo da revisão realizado em uma concessionária Honda será SEMPRE inferior na comparação com o custo de uma revisão de um automóvel.

4) SUSTENTABILIDADE – É até covardia comparar o quanto a motocicleta ou scooter é mais amiga do meio ambiente do que qualquer monstrengo de quatro rodas. Mais do que raciocinar em cima das cifras divulgadas em testes de laboratório, o importante é o contexto real, a vida como ela é. Deste modo, pense no seu percurso casa-trabalho-casa, no qual de carro você gasta, hipoteticamente, 60 minutos no total. Com a moto este tempo se reduzirá à metade, ou pouco mais que isso. Pense bem: por menor e mais econômico que o motor de seu carro seja, serão 1000 cc e vários cilindros “bebendo” combustível durante uma hora contra um motorzinho de 110 ou 160cc, com um único cilindro, bebendo durante metade deste tempo. Fora isso tem o resto, os quatro pneus se esfregando no asfalto contra apenas dois, o menor desgaste da via pública que uma moto de 130 kg provoca se comparada a um carro de uma tonelada... E falando nisso, chegamos a um ponto que quase ninguém considera: já imaginaram o quanto de energia e matéria prima é necessária para fabricar um carro? Cinco, seis...... até dez vezes mais do que a empregada para fazer uma moto. E como sabemos, energia demanda em grande parte de consumo de combustíveis fósseis...

5) QUALIDADE DE VIDA – Sabe aquele tempo que você economizou no trajeto casa-trabalho-casa escolhendo fazer o percurso de moto e não de carro? Ele vai se transformar em “qualidade de vida”, a ser usado como você bem entender. Encontrar os amigos no happy hour chegando mais cedo e desestressado vai ser ótimo, assim como poder chegar na faculdade mais cedo, podendo jantar antes, ou mesmo aproveitar mais a sua casa, para poder se escarrapachar no sofá, jogar videogame e namorar um pouco. Outra: que tal incluir na rotina os exercícios físicos que você nunca conseguia encaixar na tua agenda, pois o tempo era perdido dentro daquele cubículo de lata chamado automóvel. Então, tá esperando o quê para trocar o carro pela moto e ser mais feliz, saudável e com mais tempo de vida feliz?