Encontrar uma concessionária

Honda XL 250R, atravessa os tempos

Clássicos

Momento nostalgia: as motos que fizeram história mundo afora.

Honda XL 250R, atravessa os tempos

Clássicos 09/09/2020

De 1982 até 1984 foi fabricada no Brasil a Honda XL 250R, uma moto que literalmente entrou para a história. Ela foi a primeira trail da Honda produzida na fábrica de Manaus, AM, mas isso, à distância de quase quatro décadas, é apenas um detalhe entre as tantas coisas que se podem contar a respeito do inesquecível “Xiselão”.

Aqui no blog a história desta moto lendária já foi contada, e se você perdeu clique aqui – XL 250R Mãe de Todas as Trails. Agora, vale a pena citar outros fatos, começando por relembrar como era o Brasil naquele tempo, para assim entender melhor o que a XL 250R representou.

Em 1982, ao pisar no saguão de uma concessionária Honda, as motos à disposição eram as 125 CG, ML, e Turuna ou as CB 400 e CB 400II, todas elas estradeiras, e com uma diferença de preço bem acentuada entre elas. A chegada da Honda XL 250R 1982 caiu como uma luva pois seu preço se encaixou certinho na lacuna entre o valor pedido pela mais simples das 125 e a poderosa 400. Fora isso a XL era uma trail, opção inédita em termos de Honda no Brasil.

Naquele comecinho dos anos 1980 a prática do fora de estrada era algo ainda muito restrito. Não havia como hoje motos específicas como são as CRF 230 e 250F. Assim, a chegada da XL 250R serviu para alavancar toda uma geração que viu no modelo da Honda a chance de ter uma moto que fosse não apenas capaz de ser utilizada como transporte diário, mas também virar um confiável instrumento de lazer nos finais de semana.

O fato de ser equipada com um motor 4 tempos fez da XL 250R a preferida dos que prezavam desempenho associado a confiabilidade, uma vez que antes da chegada ao mercado desta Honda, as motos off-road disponíveis no Brasil eram todas equipadas com os manhosos e fumacentos motores 2 tempos, de durabilidade inferior e que exigiam uma atenta manutenção para não deixar seu dono literalmente no meio da trilha.

Bastaram poucos meses de mercado para que a palavra “trator” virasse um dos apelidos da Honda XL 250R, explicitando a capacidade do modelo de superar obstáculos e sua robustez. Os consumidores da época logo compreenderam que a XL 250R se comparada às concorrentes oferecia maior versatilidade pois era boa no uso diário, boa de trilha e possibilitava viajar para onde quer que fosse levando piloto e garupa com boa reserva de potência e muita confiabilidade mecânica.

A qualidade do projeto da XL 250R é, ainda hoje, reverenciada. Confirma esta afirmação o fato de que mesmo as atuais trail da linha Honda, das profissionais CRF 230 e 250F às trail XRE 190 e 300 preservarem soluções técnicas já presentes no modelo de 1982, como por exemplo o sistema de suspensão traseira Pro-Link e o chassi de aço tipo Diamond.

Porém, a prova maior que a Honda XL 250R era e ainda é uma moto excepcional está no fato de que ainda é possível ver muitas XL 250R de primeira geração rodando, e em perfeito estado, pelas ruas e estradas de todo o Brasil. Uma comprovação óbvia da tremenda qualidade construtiva, robustez e excelência do projeto desta lendária motocicleta.