Encontrar uma concessionária

Os 45 anos da Honda CG: conheça os modelos mais relevantes

Na prática

Dicas de pilotagem, segurança e muito mais. Para você melhorar o desempenho e a performance e ainda ter mais prazer a bordo da sua motocicleta.

Os 45 anos da Honda CG: conheça os modelos mais relevantes

Na prática 15/09/2021

No finalzinho de 1976 a fábrica da Honda começou a operar em Manaus, AM, e das linhas de montagem começou a sair uma motocicleta que viria a ser o veículo mais vendido do Brasil desde sempre, a Honda CG.

Desde então, a pequena utilitária da Honda nunca deixou o lugar mais alto do pódio, a moto favorita dos brasileiros, a mais querida, a mais utilizada, a mais desejada.

Não é exagero dizer que foi a Honda CG a criar o motociclista brasileiro atual, não só pelo fato de a grande maioria ter, ou ter tido, uma CG na garagem em algum momento de sua vida de motociclista, como também pelo fato de praticamente todos terem aprendido a pilotar motos e realizado o exame de obtenção da CNH ao guidão de uma Honda CG.

Abaixo, conheça todas as gerações da Honda CG. Uma incomparável história de sucesso, que ainda está sendo escrita...

1ª Geração – 1976/1982

Derivada da CB 125, importada comercializada no Brasil desde 1973, a CG 125 foi a primeira moto Honda “made in Manaus”. A maior diferença para o modelo importado estava no motor, sempre de 125 cc, mas com comando por acionado por varetas, OHV e não OHC. O modelo ficou em produção praticamente sem mudanças até 1982 (em 1978 ganhou uma nova suspensão dianteira). Importante foi o lançamento, em 1981, da CG a álcool, primeira moto a usar combustível vegetal do mundo.

 

2ª Geração – 1983/1988

O design mudou e na parte técnica o carburador recebeu o sistema Ecco, que reduziu ainda mais o parco consumo da CG. Em 1985 o câmbio passou a ter cinco marchas, e em 1988 surgiu a versão profissional do modelo, a CG Cargo.

3ª Geração – 1989/1993

Nasceu a CG Today, que além de muitas mudanças estéticas recebeu um chassi ainda mais reforçado. Dois anos depois nada menos que 69 alterações no motor e 74 no chassi deixaram a Honda CG ainda melhor, mais potente, econômica e moderna. Destaque para a modernização na parte elétrica, a adoção do CDI no lugar do platinado.

4º Geração – 1994/1999

Mais do que um nome – Titan –, esta geração da CG trouxe o conhecido design com tanque arredondado, além de 90 alterações técnicas. Um conjunto de embreagem mais robusto fez par com a segurança ampliada pelo novo sistema de freios, com disco na dianteira na versão topo de linha.

5ª Geração – 2000/2003 

CG Titan foi mais uma vez aperfeiçoada, com novo banco, rabeta e farol com lente de policarbonato, mais leve e resistente. Três eram as versões, a KS com partida a pedal e freio dianteiro a tambor, a KSE à qual era apenas adicionada a partida elétrica e a top, ES, com freio a disco. No pneu traseiro, estreou a tecnologia Tuff-Up, que em caso de furo retardava a perda de pressão.

6ª Geração – 2004/2009

Estreou o motor de 150 cc para equipar a Titan, enquanto o motor 125 cc voltaria no ano seguinte, equipando a CG Fan. Nesta época também surgiu a CG 150 Sport, não somente mais caprichada no visual como também mais potente.

7º Geração – 2009/2013

Mais uma atualização no visual marcou esta geração da Titan, que recebeu uma importante modificação técnica: deu adeus ao carburador e boas-vindas ao sistema de injeção PGM-FI. A CG 125 Fan também ganhou upgrade, e passou a ter motor OHC. Na CG 150 Titan Mix, a novidade foi poder receber tanto álcool quanto gasolina no tanque. Pouco mais a frente veio a CG 150 Fan, mas simples do que a Titan, que também recebeu a tecnologia Flex.

8ª Geração – 2013/2015

A Honda CG ampliou sua família, modernizada no design, com três opções para a CG 125 Fan (KS/ES/ESD), a CG 150 Fan (ESDi) e a CG 150 Titan, oferecida em duas versões (ESD e EX). Também a CG Cargo foi oferecida em duas versões, com motor 125cc e 150cc, esta última Flex. Estreou nesta geração a frenagem CBS – Combined Braking System, e nasceu a mais simples das CG com motor 150, a Start.

9ª Geração – 2015/2022

O motor 160cc passou a equipar todos os modelos, que também foram alvo de mudanças na parte estética e aprimoramentos técnicos. Em 2017 chegou a suspensão dianteira SFF (Separated Function Fork). Agora, a versão 2022, que marca os 45 anos do modelo, trouxe importantes modernizações estéticas, com destaque para nova carenagem de farol e laterais do tanque nas CG Fan, Cargo e Titan.