Encontrar uma concessionária

Tipos de freio - parte 2: CBS, ABS e DCBS+ABS

Mobilidade

A tecnologia e a inovação são fundamentais para a evolução das motocicletas e para a mobilidade urbana, impactando diretamente no dia a dia das pessoas.

Tipos de freio - parte 2: CBS, ABS e DCBS+ABS

Mobilidade 24/05/2021

Os sistemas de freio das motocicletas e scooters atuais tem como parceiras algumas letrinhas – CBS e ABS –, siglas que, resumidamente, significam alta tecnologia visando garantir o melhor desempenho possível do sistema.

CBS vem de “Combined Braking System”, expressão em inglês que significa Sistema Combinado de Frenagem. Como o nome indica, o CBS combina a atuação simultânea dos freios dianteiro e traseiro da moto/scooter através de um único comando.

Já ABS está para “Anti-Lock Braking System”, ou Sistema de Frenagem Antitravamento, e seu princípio de funcionamento se baseia em impedir o travamento das rodas em frenagens mais fortes, e assim reduzir ao máximo a possibilidade de perda de aderência.

Um sistema híbrido é DCBS+ABS, exclusivo da Honda GL 1800 Goldwing, que na prática mescla características do CBS com as do ABS. A letra “D” inicial está para “Dual”, duplo em inglês, e o funcionamento deste peculiar sistema explicaremos mais abaixo.

COMO FUNCIONAM? - O CBS é um sistema usado nas Honda de baixa cilindrada como Pop, BizEliteCG e NXR Bros, sendo que PCX e CB Twister são únicas a ter versões tanto com CBS como com ABS.

Também chamado de Combi Brake, o CBS atua quando o pedal do freio (ou manete esquerdo nas scooters) é acionado, distribuindo a força frenante em ambas as rodas de maneira diferenciada, com maior percentual agindo no freio traseiro. O manete direito permanece agindo exclusivamente no freio dianteiro e será a atuação do condutor em ambos os comandos que resultará no uso da máxima capacidade de todo o sistema.

De acordo com testes realizados pelo Instituto Mauá, em uma frenagem de 60 a 0 km/h usando os dois freios simultaneamente, uma moto equipada com CBS para 2,5 m antes do que o mesmo modelo de moto sem CBS, o que comprova a contribuição deste sistema para a maior segurança do motociclista.

Quanto ao freio ABS de moto, que equipa todas as restantes Honda não citadas acima, o princípio de atuação se baseia em sensores eletrônicos, que monitoram a velocidade de rotação das rodas e as compara com outros dados. Todas as informações são processadas em uma unidade de controle eletrônica, que regula a pressão no sistema hidráulico de ambos freios, no sentido de impedir o travamento das rodas nas frenagens mais intensas ou em pisos de baixa aderência.

O ABS vem sendo desenvolvido há décadas, e no início de sua aplicação em motos era especialmente indicado para modelos de maior peso, voltados para turismo. Atualmente, a tecnologia do sistema se beneficiou do enorme progresso na eletrônica nas motos, e assim o ABS se disseminou, alcançando modelos menores, superesportivas e inclusive motos on-off road, tornando-se unanimidade em termos de eficiência e versatilidade.

Todas as Honda atualmente à venda no Brasil, com exceção da CRF 250L e do quadriciclo TRX 420 FourTrax – modelos estes dedicados exclusivamente ao uso fora-de-estrada –, contam com freios equipados com CBS ou ABS, uma comprovação de que a segurança e alta tecnologia sempre andam de mãos dadas.

O sistema DCBS+ABS, exclusivo da Gold Wing, representa uma união de características dos dois sistemas. Na grande Tourer da Honda, qualquer um dos comandos de freio, seja o pedal ou o manete, age tanto no freio dianteiro como no traseiro em proporções distintas. O ABS é padrão nas duas rodas. 

Enfim, as diferentes características de cada um destes sistemas determinam a sua aplicação: mais leve, com menor custo de fabricação e maior facilidade de manutenção, o CBS acaba sendo o ideal para as motos e scooters menores e mais acessíveis. Já o ABS, mais sofisticado, tem maior custo de produção, ocupa mais espaço e pesa mais, o que naturalmente o direciona às motos maiores e mais potentes. No caso da Gold Wing, motocicleta única, singular em todos os aspectos, são exatamente suas características inéditas a demandar um sistema frenante exclusivo. 

Importante lembrar também que na seleção de qual sistema de freios é mais adequado para uma motocicleta ou scooter está o motivo principal delas existirem: o condutor. O CBS é mais indicado para novatos, o ABS para os motociclistas com alguma experiência ao guidão, e o DCBS+ABS para os comandantes da “nave” Gold Wing.